[QUOTES] Corações Quebrados, Sofia Silva

Livro: Corações Quebrados (Quebrados #2)
Autora: Sofia Silva
Editora: Valentina
Páginas: 344

Quem acompanha o blog sabe que leio Sofia Silva desde o inicio ni Wattpad, e que sou uma fã de carteirinha da escrita da autora que com sua linguagem poética nos envolve e emociona falando sobre temas tão intensos de uma forma tão sutil.

Continue lendo

Resenha|| O fundo é apenas o começo, Neal Shusterman

“As coisas que sinto não podem ser traduzidas em palavras, ou, se podem, são palavras numa língua que ninguém pode compreender.”

Título: O Fundo é Apenas o Começo
Autor: Neal Shusterma
Editora: Valentina
Páginas: 272
Ano: 2018
Adicione ao Skoob

Uma poderosa jornada da mente humana, um mergulho profundo nas águas da doença mental.
CADEN BOSCH está a bordo de um navio que ruma ao ponto mais remoto da Terra: Challenger Deep, uma depressão marinha situada a sudoeste da Fossa das Marianas.
CADEN BOSCH é um aluno brilhante do ensino médio, cujos amigos estão começando a notar seu comportamento estranho.
CADEN BOSCH é designado o artista de plantão do navio, para documentar a viagem com desenhos.
CADEN BOSCH finge entrar para a equipe de corrida da escola, mas na verdade passa os dias caminhando quilômetros, absorto em pensamentos.
CADEN BOSCH está dividido entre sua lealdade ao capitão e a tentação de se amotinar.
CADEN BOSCH está dilacerado.
Cativante e poderoso, O Fundo é Apenas o Começo é um romance que permanece muito além da última página, um pungente tour de force de um dos mais admirados autores contemporâneos da ficção jovem adulta.

Quando penso em Neal Shusterman é impossivel não rememorar suas obras tão aclamadas: O ceifador, Fragmentados e o seu mais recente lançamento, aqui no Brasil: O fundo é apenas o começo. Com toda certeza, a editora valentina trouxe uma legião de fãs do gênero para ler mais uma obra brilhante- não tem outro adjetivo! Eu sou muito grata por isso, porque este livro entrou para o meu favorito da vida!
Você já se imaginou preso em sua própria mente? Não é tão fácil, mas Caden consegue mostrar todas as suas pertubações e seus medos. Um jovem de 15 anos que começou a agir de forma estranha. Aliás, ele estava com muito medo e acreditava que as pessoas ao seu redor que tinham mudado. Seu medo aumentou quando se aproximou do seu mais novo amigo! Andava para cima e para baixo com ele e isso o fez acreditar que alguém estava planejando algo perigoso.
Em uma confusão mental, o garoto não consegue distinguir realidade e fantasia em paralelo. No mundo real ele é apenas um estudante de ensino médio que anda com medo de
algo muito grave o aconteça. Ele se sente deslocado e isto o põe em risco, porque suas teorias de conspiração apenas aumentam a sua fragilildade mental.
No outro mundo, o jovem vive uma aventura intensa
como tripulante. Ele está prestes a embarcar na superfície mais profunda da
terra: Challenger Deep. O capitão do navio é perigoso, toda a tripulação fica
assustada com a dureza que este homem trata as pessoas. Ainda nesse mundo, Caden
é um artista encarregado de tecer por meio dos desenhos essa jornada. Até que
ponto esse jovem irá definir o que é ou não real?
Neal escreveu uma obra esplêndida
para tratar sobre uma doença mental, de maneira que o leitor compreenda a
temática e até mesmo mergulhe na cabeça de Caden. Os pais do garoto não passam desapercebidos, pois eles sabem que há algo de errado com o garoto e não pensam duas vezes em buscar ajuda médica. Quando o menino é internado fica ainda mais confuso e não sabe ao que está sendo submetido. Fica claro que os pais se importam o suficiente para saber que o seu filho precisa de ajuda. Na vida real sabemos que não é bem assim. Alguns pais tem resistência em aceitar quando algo está diferente,
Um ponto que me atraiu foi a confusão a qual somos submetidos no inicio e a clareza no final. Descobrimos que a jornada que Caden viveu no navio tem uma clara relação com aquilo vivenciado no hospital. Nenhum recurso colocado no livro é à toa. E como eu amei essa narrativa!
A escrita vicia e nos comove
do início ao fim. Está claro que a nossa sociedade ainda tem dificuldades para
aceitar profissionais da área de Psicologia e que só eles podem traçar um
caminho que nos faça voltar. Por isso, o autor nos faz mergulhar em sentimentos
de: desespero, agonia, e terror para entender como o jovem ficou preso em sua
própria mente e as dificuldades que ele tem de sair dela. São raras as
narrativas que abordam tão bem temáticas com Esquizofrenia. Os capítulos curtinhos
nos ajudam a entender o percurso e o avanço da doença. 
Confesso que me doeu ver
Canden ser internado e não poder fazer nada. Sei que era necessário! Por fim, recomendo
a obra para os amantes da escrita e da obra do Neal Shusterman. A editora
Valentina mais uma vez nos presenteia com uma obra que é linda por fora e ainda
mais por dentro!

“Minhas doença nos arrastou para mil fossas, e embora a minha tenha sido a das Marianas, não vou minimizar a provação por que a minha família passou. Nunca vou esquecer que meus pais vieram ao hospital todo santo dia, mesmo quando era óbvio que eu estava em outros lugares. Nunca vou esquecer que minha irmã caçula segurou minha mão e tentou compreender como era estar em outros lugares.”

Resenha|| Indomável

Nunca esqueça… o cão pode ter perdido tudo, mas isso não significa que não possa recuperar as coisas que tinha. E lembrar de sua perda tornou o próximo bife dez vezes mais saboroso. Essa é a beleza de recebermos uma segunda chance.


Título: Indomável – Rock Star 4

Autora: S. C. Stephens
Editora: Valentina
Páginas: 400 / Ano: 2017
Onde Comprar: Amazon Saraiva

Ser
o baixista da banda de rock mais famosa do mundo proporcionou muitas vantagens
para Griffin Hancock: uma bela casa, um carro veloz e, o mais importante, sua
incrível esposa Anna. A única coisa que a fama não lhe trouxe foi um refletor
focado apenas nele. Anna o aconselha a ser paciente, e diz que seu talento vai
acabar por lhe trazer isso. Só que Griffin está farto de esperar pela
oportunidade de brilhar por completo.

De forma inesperada
para todos, Griffin toma uma decisão chocante e resolve assumir o maior risco
de sua vida. Subitamente ele se vê debaixo de novos refletores, luzes, câmeras
e… caos — algo que acaba por levar ao limite o seu relacionamento com Anna.
Sua compreensiva esposa sempre considerou sexy o comportamento imprevisível do
marido, mas, de repente, sentimentos de dor começam a transparecer em seus
olhos, e isso coloca a alma de Griffin em uma espiral de desespero e
infelicidade. Justamente quando o
reconhecimento do seu talento está ao seu alcance, a pessoa que ele mais ama no
mundo pode estar lhe escorrendo pelos dedos.

Griffin Hancock é o famoso baterista da banda mais famosa do momento a D-bgas. Ele é também um cara bonito, inteligente, esperto, rico e sacana. O cara tem tudo o que se pode desejar na vida, uma família linda, amigos amorosos, uma carreira plena, dinheiro, fama,beleza… Mas ele quer mais e isso acaba o fazendo perder tudo o que tem.

Apesar de toda a fama e atenção que recebe Griffin não está contente em ser “apenas” o baterista da banda. Dividir os holofotes nunca foi o seu forte e mesmo sabendo que tem tudo, ele não mede esforços para conquistar o que para ele ainda falta.

Nessa busca louca pelo poder, o rapaz acaba pisando e passando por cima de todos, inclusive sua amável e atenciosa esposa Ana e suas pequenas filhas. Ele também acaba deixado de lado Kellan e os demais componentes da banda.

Quando parece finalmente estar chegando onde queria, Griffin ver tudo ruir bem diante dos seus olhos. Ele já não tem mais a banda que tanto ama e os amigos leais. Sua mulher suportou tudo o que pode, mas quando o egoísmo dele ameaça a segurança e o futuro dela e de suas filhas ela não vê outra opção além de deixa-lo.

Griffin aos poucos ver sua vida ruir. Do topo ele acaba parando no fundo do poço, sozinho. É ai então que vemos a verdadeira força que o baterista mais querido dos últimos tempos demonstrou ter durante toda a série, e quando sente que já não tem nada, ele tenta se reerguer das cinzas; e conquistar de volta aquilo que perdeu: sua banda, seus fãs, seus amigos, sua família e a mulher de sua vida, mas será que ele ainda tem forças? Será que o egoismo de Griffin irá tirar dele tudo o que mais ama?




Indomável é o quarto livro da série Rock Star e nele conhecemos a história de Griffin, um personagem que conhecemos e aprendemos a amar ao logo da série. Claro que isso encadearia a necessidade de um livro só dele, e eis que o momento chegou.

Griffin sempre foi um cara divertido e despojado e, é claro louco por sexo. Nesse livro, conhecemos um cara realizado após alcançar seus sonhos, mas movido pela ganância de apostar tudo o que tem em busca de mais. O problema é que além de ganancioso Griffin é também egoísta, ao ponto de colocar-se acima de tudo, inclusive da sua família. O jogo vira quando ele perde tudo o que tem, e é obrigado a lutar até mesmo para sobreviver. Ele é humilde o suficiente para aprender com os seus erros, tentar dar a volta por cima e lutar por aquilo que deseja. Não foi fácil, ele não aprendeu à primeira queda, mas depois de tanto apanhar da vida Griffin finalmente entendeu que a maior riqueza do ser humano é ter o amor e o respeito das pessoas que ama.

Esse livro é lindo e encantador. Exata cenas hot e palavrões, mas é de Griffin que estamos falando não é? Ele conta a história de um personagem real, cheio de dúvidas, defeitos e sonhos distorcidos. Ele traz um ser humano como qualquer um de nós, sujeito ao erro e ao acerto, mas acima de tudo a aprendizagem. Se você gosta de romance hot cheio de belas lições esse livro é para você. 

Com uma capa linda e maravilhoso trabalho de revisão e diagramação, a Editora Valentina nos presenteia com o encerramento lindo de uma das séries mais amadas da atualidade. Esse livro conta uma história linda de amor, superação e redenção, que você certamente não pode deixar de ler. Recomendo!

– Não, eu não sou importante também, eu sou importante. Ponto-final. E vou provar isso.