Resenha|| O Menino da Rua Lá de Cima – Daiane Galego

“Bem, eu já estava acostumada a me sentir triste com frequência, como se a tristeza fosse o sentimento mais comum que alguém poderia sentir.”

Título:  O Menino da Rua Lá de Cima
Autora: Daiane Galego
Editora: Coerência
Ano: 2018 / Páginas: 255
Compre: Aqui
Quantas
vezes uma queda pode significar o fim? O fim de uma história, o fim de um
sonho, ou mesmo, o fim de uma vida. Após uma queda durante um espetáculo que
mudaria seus planos a bailarina Sami, precisa levantar-se e encontrar o
equilíbrio outra vez. Ela só quer um lugar para chamar de lar e encontrar a tão
sonhada paz interior. Uma garota de origem simples, tímida que carrega em seu
corpo as marcas de uma infância atordoada, precisa lidar com a solidão, com um
relacionamento desequilibrado com o diretor da famosa companhia de dança e as
amargas lembranças do pai que a rejeitou como filha. Em meio aos muitos
questionamentos envolvendo sua vida regrada por princípios religiosos que a
motivaram a duvidar da existência de Deus, Sami, acredita estar ficando louca
ao vivenciar as mais estranhas e instigantes experiências envolvendo um menino
e seu cãozinho e a flor dente-de-leão que representa a esperança de dias
felizes. Talvez seja hora de voltar para sua cidadezinha, lá no interior do
Paraná e resolver as desavenças do passado. E quem sabe, ela surpreenda-se encontrando
por lá um amor de infância, o perdão e descobertas surpreendentes que a farão
acreditar novamente. Ela precisa encontrar seu propósito

https://www.skoob.com.br/cortesia/finalizando
Com uma narrativa sensível e leve, temos uma história que nos mostra que é preciso ser forte para vencermos a dor e seguir em frente. Uma trama que nos mostra como o perdão e o amor são cruciais para curar feridas profundas, no caminha para encontramos o nosso propósito.

“[…] queria repousar minha cabeça em seu peito e ouvi-lo dizendo que tudo iria ficar bem porque ele estava comigo e não me deixaria sozinha.”

Sami é uma bailarina que suou muito para chegar no lugar de destaque de conquistou, mas um terrível acidente pode colocar todos os seus sonhos e vitórias a perder. Após sofrer uma queda, numa de suas maiores e mais importantes apresentações, ela se encontra a necessidade de se permitir um recomeço.
Cheia de dor e mágoas do passado, Sami decide passar um tempo fora do Brasil para esfriar um pouco a cabeça e tentar encontrar a paz que a muito tempo perdeu e nunca mais a teve de volta.
A vida dessa sonhando nunca foi fácil: com uma infância turbulenta, teve que lidar com grandes perdas desde de muito cedo, o que acarretou em conflitos que precisam ser resolvidos.
A religiosidade sempre foi algo que permeou a vida de Sami, mas diante de tantas tragédias ela começa a questionar a existência de Deus, e se acha louca quando começa a ter estranhas experiências com um menino que  aparece somente a ela, com um cãozinho e soprando dentes-de-leão.
Ela entende que não dá para varrer a sujeira para debaixo do tapete o tempo inteiro, e assim decide por uma conclusão em seu passado quando decide retornar à sua cidade no interior do Paraná.

“Aquela seria uma noite muito longa na qual eu permaneceria acordada, recordando os momentos mais intensos de minha vida. As mais doces e amargas lembranças.”

Ao chagar novos conflitos surgirão e Sami terá que ser resistente e madura para suportar mais uma vez as surpresas que a vida aguarda para ela.
O que falar desse livro que ganhou meu coração ?
Uma história que nos revela profundas dores que só com a verdadeira exposição podem ser tratadas e saradas. Um enredo cativante que nos prende de modo rápido e nos faz refletir.
Sami é uma personagem incrível, pois mesmo diante do todas as tragédias que ela vivencia, sempre permanece resiliente e firme, e mesmo com todo o sofrimento ela consegue seguir em frente. Sendo a guerreira que é, não desiste por nada. Gostei muito de como ela encara as coisas qua vão surgindo e o amadurecimento que ela sofre durante o livro é notável é muito bem trabalhada.
A história traz uma linda mensagem de acreditar em dias melhores virão e ter fé (em qualquer coisa que seja) que tudo pode melhorar, pois o universo retribui as energias positivas que mandamos para ele. Tentar prosseguir após inúmeras quedas não é algo fácil, porém precisamos nos levantar sacudir a poeira e prosseguir, afinal de contas são as quedas nos moldam e fazem de nós pessoas mais fortes e melhores.
A obra tem fortes críticas sociais, como a hipocrisia de líderes religiosos que usam uma máscara diante de seus fiéis, mas que na verdade não vivem nada daquilo que pregam e somente condenam aqueles que pensam diferente deles; violência infantil, algo que ainda é muito presente em nossa sociedade o que é extremamente lastimável; machismo e relacionamento abusivo, temas de uma importância enorme e que são trabalhadas de uma belíssima forma durante o desenrolar do enredo.
Uma das coisas que mais amei nesse livro foi fato da autora ter mostrado que às vezes a resposta que tantos buscamos está lá atrás, em nosso passado.
Quando se tem uma infância difícil, tenho certeza que lembrar de todo sofrimento pode causar mais dor, porém quando nos permitimos revisitar nosso passado em seu mais íntimo descobrimos muito mais sobre quem somos e em quem queremos nos tornar. Para seguir adiante fechar os ciclos são necessários e esquecer completamente o passado, nem sempre é o melhor caminho.
A construção dos personagens foi fantástica. Não poderia deixar de falar da “vozinha”, uma mulher tão corajosa, forte e sábia com ótimas lições de vida, que me fez chorar pois me fez lembrar o meu avô, cuja a saudade ainda aperta muito o meu peito, ele tinha sempre algo que estava “além da superfície” para nos mostrar e ensinar. Você faz muita falta por aqui, vovô.
O livro reforça a ideia da sabedoria dos mais velhos e que eles devem ser respeitados e bem cuidados.

“O menino da rua lá cima me ensinou que o amor e o perdão são as forças mais poderosas que guiam o universo.”

A capa está uma fofura e ao longo da história percebemos que diz muito sobre o enredo. Tenho que dizer: a diagramação está impecavelmente linda! A Editora Coerência tem mandado muito bem nessas área, afirmo que suas edições apresentam as melhores diagramações que eu já vi, tenho diversos livros dessa editora na minha lista de desejados.
“O Menino da Rua Lá de Cima” é um livro que aquece nossos corações. Com uma linguagem suave e simples, apresenta uma trama envolvente e cativante, que nos emociona e acima de tudo nos ensina. Uma leitura que faz um reboliço em nosso íntimo e toca nossa alma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *