02/07/2018

Resenha|| O Segredo dos Becker, Alane Brito






“Maldito o homem que confia no homem...” Jeremias 17:5


Título: O Segredo dos Becker
Autora: Alane Brito
Editora: Arwen
Páginas: 366

Sarah sempre acreditou que os pais mantinham Michael isolado do mundo para o seu próprio bem. Até que estranhos acontecimentos começam a perturbá-la e mostrar evidências que a levam a descobrir um passado sombrio, envolvendo seus pais e a verdadeira história por trás do sequestro de Mike. Com a ajuda das únicas pessoas em que pode confiar, ela embarcará em uma investigação perigosa e cheia de mistérios. Em O Segredo dos Becker, nada é o que parece e somos levados a uma trama complexa, onde cada passo em falso pode resultar em uma queda brusca. E você, está preparado para desvendar esse segredo?

Será que conhecemos bem as pessoas que estão ao nosso redor? Será que conhecemos bem nossos entes queridos? E se nossa vida não passasse de uma grande mentira? O que você faria?

Sarah Becker está nessa encruzilhada da vida. Onde sua família não desperta confiança e ela precisará de respostas para chegar a verdade que uma hora ou outra virá à tona.

Sarah vive com seus pais e seu irmão adotivo, o Michael, ao qual é tratado por Mike. Os pais de Sarah sequestraram o Mike dos pais biológicos, pois, segundos eles, Mike vivia sendo maltratado. Agora, Mike faz parte de uma família que aparentemente o quer proteger. Os Becker fogem para outra cidade onde ninguém os conhece, e tentam viver uma vida onde Mike não existe para o mundo.

Na nova cidade o tempo passa e os Becker não recebem visitas, e nem expõe Mike para ninguém. É como se o rapaz não existisse, isso levanta suspeitas e Sarah começa a se questionar o porquê desse mistério todo, tendo em vista que os pais deveriam se orgulhar por ter salvado Mike no passado.

“Bom... Cresci assim, tendo que aceitar que uma das pessoas que eu mais amava não existia para o resto do mundo. Temia tanto perdê-lo que fiz tudo o que meus pais orientaram para mantê-lo escondido. Então, um dia, percebi que eles não escondiam a verdade apenas das outras pessoas. Eles a escondiam de mim também.”
Na casa do Becker, Mike vive recluso em um quarto, por trás de paredes que ao avistá-las, a percepção de que há uma vida ali é nula. Mike vive com manchas na pele, sinais de violências por ter feito algo que desagradou alguém da família. Tudo isso para Sarah está se transformando em algo que precisa ser parado e nossa protagonista vai em busca de repostas.

“Não sei porque deixei de chegar a esse ponto, está enchendo sua cabeça de bobagens. Sarah... Algumas coisas não precisam de explicações, elas apenas... acontecem.”
Sarah precisará enfrentar seus medos, deixar de ser omissa e lutar para defender quem ama. Com a ajuda de alguns amigos ela irá em busca da verdade, e perceberá que sua vida não passava de uma grande mentira, que se o segredo que seus pais guardam sobre a verdadeira história do Mike for revelado, poderá destruir de vez sua vida.

“O segredo dos Becker” é um livro com cenas tensas, e que a cada final de capítulo há um gancho para o outro, impossível de largar a leitura. Você a toda hora quer saber o que está acontecendo. Sarah é aquela personagem que vai amadurecendo ao longo da trama. A omissão que existia antes não se faz mais presente, e ela se torna uma pessoa que independente do qual a verdade seja dura de ser encarada, ela sempre será o melhor caminho, o que ela não precisa é viver uma vida de mentiras.

Com capítulos breves e uma escrita de tirar o fôlego, a Alane Brito nos apresenta um thriller digno de ser lido e apreciado para quem gosta do gênero. Com minha experiência nessa categoria, garanto que a trama prende o leitor e faz com que paremos para analisar tudo que está em nossa volta. Quantos segredos escondemos? Quem somos de verdade?

Deixo claro que não dei uma nota maior, porque ao avaliar um livro, avalio a obra completa, da diagramação ao enredo. A editora poderia revisar melhor algumas palavras, pois, há erros triviais. Mas, nada que tire o mérito da obra, e, a autora poderia ter abreviado melhor algumas cenas, que para mim, eram irrelevantes.

O final é devastador e eu quis que ali sim tivesse mais páginas, mas terá, mas só entraremos em contato com elas no livro 2.

“Então. Depois passei a refletir, e comecei, aos poucos, a compreender melhor. Enxerguei que, nem por sofrerem tanto, e estou me referindo a serem apedrejados, açoitados e até serrados ao meio, nem assim, eles achavam que Deus os tinha abandonado, porque, no fim, seriam recompensados. Para acreditar nesse amor, é necessário enxergar as coisas com uma perspectiva diferente. E é o que tenho feito. Portanto, preciso manter minha confiança firme. Porque, ter fé, é acreditar que existe um propósito para tudo o que acontece, e que, uma hora ou outra, as coisas irão melhorar. Se não for para ser aqui, em vida, que seja depois da morte.”

Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. Aaaah,não acredito que não tinha visto sua resenha antes! <(*o*)> Que bom que você gostou, Cleyson! Saber que consegui agradar alguém é uma sensação maravilhosa! Espero que seja capaz de fazer o mesmo com a continuação e que você tenha oportunidade de ler. Muuuuito obrigada por ter lido o meu livro!

    PS: Sobre os erros, sei que tem um tal de "autura" que não sei aonde achei! SOCORRO! Hahahaha

    Beijos!!

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.