04/07/2018

Resenha|| Ligue-me Amanhã, Luna Bravin



"Você se foi por um longo ano. Um ano que, quando acabar, já vamos ter nos formado e seguiremos caminhos diferentes..."

Título: Ligue-me Amanhã
Autoras: Luna Bravin
Páginas: 129
Editora: Bezz Editora
Evelyn mudou-se para os Estados Unidos aos 17 anos, no último ano de escola para fazer intercâmbio. Por causa de um garoto e da qualidade de ensino por lá, ela nunca mais voltou. Entrou para a mesma faculdade que seu peguete e acabaram por namorar sério, até noivarem três anos antes do final da faculdade -- prometendo a si mesmos que casariam após a formatura. Com 24 anos, vestida de noiva e ansiosa para a cerimônia, Evelyn é largada no altar ao que James, seu noivo (agora ex), foge com seu caso de três anos.Sem reação apropriada, Evelyn troca suas passagens de lua-de-mel para uma na classe executiva e volta para seu país. Quando chega ao aeroporto e decide beber um café para acordar, ela, sem querer, acaba trocando seu aparelho de celular com o homem que sentava ao seu lado. Numa tentativa de descobrir quem está ligando atrás dela e o que fazer agora que seu namoro e noivado de anos acabou, ela começa a importunar o estranho que, agora, está com seu celular e que, infelizmente, não vai voltar logo dos Estados Unidos. Evelyn terá que enfrentar as amizades que deixou para trás e descobrirá que perdas dolorosas podem trazer um final feliz, no fim das contas.


Uma narrativa que mostra a importância de aproveitar as primeiras chances que a vida nos dá, pois talvez nunca haja uma segunda. "Ligue-me Amanhã" traz uma linda reflexão sobre recomeçar e usufruir o máximo que conseguirmos dos momentos ao lado de quem amamos.

Evelyn foi fazer intercâmbio nos Estados Unidos e se apaixonou por um garoto, o que a faz manter residência lá até os 24 anos, quando está no altar esperando seu noivo chegar e descobre que ele não vai aparecer, pois fugiu com sua amante. James era o homem que Evelyn julgava ser o amor da sua vida, mas ao ver que seu relacionamento fora um misto de mentiras e enganação. Ela pega o voo mais rápido para o Brasil, com o propósito de esquecer tudo aquilo e se reconectar consigo e com suas antigas amigas.


No aeroporto, em meio à confusão de sentimentos e de pessoas, Evelyn acaba trocando o seu telefone e somente percebe quando chega na casa do pais e vê seu número aparecer na tela do celular. Sem saber quem é ou o que aquele estranho busca ligando todas as noites, uma relação de amizade começa a ser criada entre eles, que ficam cada vez mais próximo. De volta a sua cidade, Evelyn será testada e terá que suportar um grande trauma para seguir em frente e reconquistar suas amigas. Entre idas e vindas, ela perceberá que as dores servem como um aprendizado, e são cruciais para o crescimento.

"Ligue-me Amanhã" é uma linda história sobre recomeços e chances perdidas. O enredo que mescla amizade, amor e uma pitada de mistério, leva o leitor a refletir sobre sua próprias escolhas. Evelyn é uma personagem que vai amadurecendo durante a narrativa, e o que ela vivencia serve para imaginarmos o que nós faríamos se estivéssemos no seu lugar.

As amigas da protagonista são incríveis! Foram os personagens que mais gostei na história. Elas perdoam a Evelyn por tê-las deixado (não entendi a razão pela qual ela nunca ligou, mas enfim) e a acolhem com o amor que somente amigos verdadeiros tem. Eu gostei demais do jeito como a autora trabalhou a amizade na história.

A trama apresenta um leve mistério em torno do estranho que ficou com o celular de Evelyn, o que eu curti muito, e apesar da construção razoável desse mistério, ao longo da história o leitor logo identifica quem é esse "estranho". O livro também traz umas cenas hot que não foram bem trabalhadas, e infelizmente surgem mais como apelativas e vulgar do que como acréscimo, e isso fez com que a obra perdesse alguns pontinhos comigo.


Uma narrativa curta e fluída, que traz em suas páginas reflexão e o poder do recomeço. Um livro rápido, cuja o objetivo é alcançado quando nos faz pensar sobre como é importante aproveitar cada momento e cada chance de sermos felizes.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.